Richard Martins

Richard Martins

Historiador

Graduado em História pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (2011), nas modalidades Bacharelado e Licenciatura. Mestre em Ciência Política pelo mesmo instituto (2015), com dissertação dedicada à regulamentação do direito de tendências no Partido dos Trabalhadores (Brasil). Atualmente, cursa o doutorado em História Social na mesma universidade, desenvolvendo tese sobre a experiência operária sob a repressão durante a redemocratização (Brasil, anos 1980), com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Entre 2008 e 2010 esteve ligado ao Núcleo de Pesquisa MARGENS, no Instituto de Estudos da Linguagem da UNICAMP, estudando elaborações político-culturais e a noção de "conflito social" a partir do rap brasileiro. Em 2014, desenvolveu pesquisa junto à Comissão da Verdade dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região sobre a colaboração entre empresas e militares durante a ditadura, cujos resultados foram incorporados no Relatório da Comissão Nacional da Verdade. Áreas de interesse: Ditaduras e Transições Democráticas; Teoria e História dos Partidos Políticos; Movimento Operário e Repressão; Marxismo; Cultura e Estética.

Continuar lendo

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Doutorado em História Social Unicamp

2015 - Atual

Universidade Estadual de Campinas
Cláudio Henrique de Moraes Batalha.

Mestrado em Ciência Política

2012 - 2015

Universidade Estadual de Campinas
Título: A Regulamentação do Direito de Tendências no Partido dos Trabalhadores (1986-1992),Ano de Obtenção: 2015
Oswaldo Martins Estanislau do Amaral.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação em Bacharelado/Licenciatura em História

2007 - 2011

Universidade Estadual de Campinas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Bárbara Geraldo de Castro

BATALHA, C. H. M.; TEIXEIRA, F.;CASTRO, Bárbara.. A experiência operária sob a repressão: o caso dos metalúrgicos do Vale do Paraíba na década de 1980. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Oswaldo Martins Estanislau do Amaral

BIANCHI, A.;AMARAL, Oswaldo E. do.; SECCO, L.. A regulamentação do direito de tendências no PT. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Claudio Henrique de Moraes Batalha

BATALHA, Claudio H. M.; SILVA, Fernando Teixeira da; CASTRO, B. G.. A experiência operária sob a repressão: o caso dos metalúrgicos do Vale do Paraíba na década de 1980. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Estadual de Campinas.

Alvaro Gabriel Bianchi Mendez

BIANCHI, Alvaro. . A regulamentação do direito de tendências no Partido dos Trabalhadores (1986-1992). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Anna Christina Bentes

A formação de registros e a formação de estilos no campo da cultura popular urbana paulista; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Estadual de Campinas, Serviço de Apoio ao Estudante da UNICAMP; Orientador: Anna Christina Bentes;

Anna Christina Bentes

Bolsista Sae: Transcrição do banco de dados do Projeto É nóis na Fita; ; 2008; Orientação de outra natureza - Universidade Estadual de Campinas, Serviço de Apoio ao Estudante da UNICAMP; Orientador: Anna Christina Bentes;

Oswaldo Martins Estanislau do Amaral

A regulamentação do direito de tendências no PT (1986-1992); 2015; Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Oswaldo Martins Estanislau do Amaral;

Claudio Henrique de Moraes Batalha

Segurança para as empresas, insegurança para os trabalhadores: A experiência operária sob a repressão no Vale do Paraíba (1979-1985); Início: 2015; Tese (Doutorado em História) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • MARTINS, R. O. . A vigilância sobre o movimento operário nos arquivos da polícia política paulista: autoritarismo e suspeição na ?transição democrática? (1984-1985). REVISTA DE FONTES , v. 7, p. 40-53, 2017.

  • MARTINS, R. O. . De 'Milícias' e 'Lampiões': lutas operárias, segurança industrial e privatização da repressão no Vale do Paraíba, 1985-1987. In: 30° Simpósio Nacional de História - História e o futuro da educação no Brasil, 2019, Recife/PE. Anais do 30° Simpósio Nacional de História - História e o futuro da educação no Brasil., 2019.

  • MARTINS, R. O. . Grevismo e Repressão Judicial: Brasil, Anos 1980. In: Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias, 2018, Niterói. Anais do Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias, 2018.

  • MARTINS, R. O. . O Centro Comunitário de Segurança do Vale do Paraíba (CECOSE/VP): Cumplicidade patronal-militar na ?redemocratização?. In: XXIV Encontro Estadual da ANPUH-SP, 2018, Guarulhos/SP. Anais do XXIV Encontro Estadual de História da ANPUH-SP, 2018.

  • MARTINS, R. O. . A tática das ocupações de fábrica na década de 1980: greves do setor metalúrgico em São José dos Campos (SP) e Volta Redonda (RJ). In: XXIX Simpósio Nacional de História, 2017, Brasília. Anais do XXIX Simpósio Nacional de História - contra os preconceitos: história e democracia, 2017.

  • MARTINS, R. O. . A memória da repressão em depoimentos de ativistas metalúrgicos: Vale do Paraíba/SP, 1979-1985. In: XII Encontro Regional Sudeste de História Oral - Alteridade em Tempos de (In)certeza: Escutas Sensíveis, 2017, Belo Horizonte. Anais do XII Encontro Regional Sudeste de História Oral - Alteridade em Tempos de (In)certeza: Escutas Sensíveis, 2017.

  • MIRANDA, V. A. R. ; MARTINS, R. O. . Resistência e Transformismo: A mudança de rumos do PT e seu impacto nas trajetórias da Democracia Socialista e Convergência Socialista. In: VIII Colóquio Internacional Marx Engels, 2015, Campinas. Anais do VIII Colóquio Internacional Marx Engels, 2015. v. 1.

  • MARTINS, R. O. . ?Nuevo Sindicalismo' y Represión Judicial en el Brasil de la ?apertura?: las huelgas metalúrgicas en São Bernardo do Campo y São José dos Campos (1980-85). REVISTA PAGINAS , 2020.

  • MARTINS, R. O. . Huelguismo y Represión Judicial en el Brasil de la 'apertura': la criminalización de obreros metalúrgicos en São Bernardo do Campo y São José dos Campos (1980-85). 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MARTINS, R. O. . Aliança empresarial-militar, repressão e 'redemocratização': métodos, interesses e responsabilidades. 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MARTINS, R. O. . Aliança empresarial-militar, repressão e 'redemocratização': métodos, interesses e responsabilidades. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MARTINS, R. O. . Represión y Complicidad patronal-militar en la 'redemocratización' brasileña: aspectos de un estudio de caso (Vale do Paraíba, 1983-1991). 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • SANTOS, R. D. ; MARTINS, R. O. . Organização Interna e Disputa Partidária: Uma Análise Comparada da Trajetória de PMDB, PSDB e PT. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MARTINS, R. O. . Conflito social, consciência de classe e elaborações político-culturais em letras de rap nacional. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

MARTINS, R. O. . A experiência operária sob a repressão durante a abertura política: Vale do Paraíba, 1979-1994. 2019. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, R. O. . Trabajadores y Represión en Contextos Transicionales. 2019. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, R. O. . A experiência operária sob a repressão durante a abertura política: Vale do Paraíba, 1979-1994'. 2018. (Relatório de pesquisa).

MARTINS, R. O. . A experiência operária sob a repressão durante a abertura política: Vale do Paraíba, 1979-1985. 2017. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - 2019

    Trabajadores y Represión en Contextos Transicionales, Descrição: Através deste projeto de estágio, sediado na Universidad Nacional de San Martín (UNSAM, Buenos Aires) pretendemos identificar documentação e bibliografia que permitam averiguar as modalidades locais de colaboração patronal-militar com vistas à repressão ao movimento operário e suas organizações em vigor no final da última ditadura militar argentina (1976-1983) e durante o primeiro governo da ?redemocratização?, o de Raul Alfonsín (1983-1989). Avaliaremos de quais formas as iniciativas de justiça de transição implementadas no país se relacionam com a memória operária sobre a repressão, com o repertório tático desenvolvido pelos trabalhadores argentinos no período e com as práticas repressivas com que se depararam durante a transição política?. Tendo em vista que a transição argentina é frequentemente referida como modelo no Brasil, por conta da prontidão e da extensão das políticas de verdade e justiça implementadas, esta pesquisa permitirá que estabeleçamos uma compreensão mais precisa e matizada de outra experiência transicional, ao passo em que desenvolveremos um referencial mais complexo para orientar a escrita de um dos capítulos de nossa tese, em que tratamos da memória dos metalúrgicos do Vale do Paraíba sobre a repressão durante a ?abertura política? brasileira.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Richard de Oliveira Martins - Integrante / Marina Franco - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

  • 2016 - Atual

    A experiência operária sob a repressão durante a abertura política: Vale do Paraíba, 1979-1994, Descrição: Nossa pesquisa aborda as experiências de trabalho, organização sindical e luta política do operariado, com ênfase sobre o setor metalúrgico, no Vale do Paraíba (SP), entre 1979 e 1994, atentando especialmente para as diversas formas de repressão que esses trabalhadores enfrentaram. Sustentamos que, naquele contexto, estabelecia-se um modelo repressivo que buscava coordenar as ações dos aparelhos estatais e dos serviços de segurança privados das fábricas, maximizando a vigilância e o controle estatal e patronal sobre as atividades operárias, especialmente as sindicais e políticas. A implantação desse modelo repressivo, que se contrapunha diretamente aos altos níveis de mobilização e organização, não apenas do operariado, mas de diversos segmentos da sociedade civil, no bojo do processo de ?abertura política?, torna o caso do Vale do Paraíba especialmente interessante para o estudo das contradições que permeiam esse tipo de transição. Assim, dedicamonos a recuperar as experiências e as percepções da repressão manifestas por trabalhadores que participaram dos processos que vão da eclosão de um ciclo de greves na região, em 1979, à onda de privatizações de empresas estatais, no começo da década de 1990, comparando as formas de organização e resistência operária, bem como as modalidades repressivas desenvolvidas no Vale do Paraíba paulista e em outras importantes cidades metalúrgicas, como São Bernardo do Campo (SP) e Volta Redonda (RJ). A partir desses elementos, tratamos ainda das disputas em torno dos sentidos históricos atribuídos à última ?redemocratização? brasileira e do envolvimento de organizações sindicais em recentes batalhas pela memória.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Richard de Oliveira Martins - Integrante / Claudio Henrique de Moraes Batalha - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional